Perfil do Grupo

O Grupo O Valor do Tempo oferece experiências únicas e excecionais num hino a Portugal, mantendo uma curiosidade insaciável através da disruptividade que desafia a lógica convencional.

Consideramos a coragem a verdadeira ignição de qualquer boa ideia e tem sido essa a nossa grande bússola num percurso que leva já mais de duas décadas. Começámos com o Museu Nacional do Pão e desde então temos vindo a demonstrar, em cada projeto, que vale a pena ousar pensar diferente, mantendo intactas a nossa identidade e a nossa herança. Orgulhamo-nos de Portugal, admiramos a nossa História enquanto povo e queremos muito contribuir para afirmar o nosso país como uma referência mundial. Isso é possível juntando a coragem à criatividade, e a ousadia à inovação, que historicamente tão bem nos caracterizam.

Origem

Homenagear a História foi, desde sempre, o propósito do Grupo O Valor do Tempo.

Acreditamos que a origem possui uma magia inigualável, não reproduzível por nenhum processo automático, e é a verdadeira geradora de valor; em cada uma das nossas marcas, o recurso à origem – ironicamente tão simples e óbvio – é a grande revelação do nosso sucesso.

A paixão por Portugal materializa-se no valor conferido ao património cultural e gastronómico, convertendo preciosidades históricas portuguesas em experiências icónicas, dignificadas e homenageadas em espaços cuidados, plenos de história e magia – um valor essencial e transversal a todas as marcas insígnia do Grupo O Valor do Tempo.

Autenticidade

As nossas raízes na Serra da Estrela, fizeram de nós aquilo que somos hoje. Acreditamos e defendemos que a natureza daquilo que é real e genuíno é intemporal e transversal e, exatamente por isso, a autenticidade está na base da nossa abordagem à economia e é uma inevitabilidade no nosso modelo de negócio.

Legitimando essa crença, o abastecimento de Queijo da Serra DOP para a Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, quer seja através dos pastores do rebanho próprio do Grupo ou de forma articulada com pastores independentes da região com queijo certificado, assegura o abastecimento sustentável de um produto estratégico, garantindo a segurança alimentar e a disponibilidade, ao mesmo tempo que destaca e reconhece o importante trabalho de quem está na origem do processo, prestigiando e promovendo a continuidade da pastorícia.

No Grupo O Valor do Tempo, a autenticidade é uma escolha e não uma consequência.

Um modelo de negócio sustentável e integrado

O modelo de negócio do Grupo O Valor do Tempo é caracterizado por um alto nível de integração e sustentabilidade, assente na capacidade de criar e estabelecer vínculos com a origem do processo, levando o produto ao consumidor final de forma inovadora e diferenciada.

Preservar os recursos naturais, garantir a continuidade de profissões e métodos ancestrais e promover a origem e a autenticidade são os valores que nos distinguem e consolidam a nossa estratégia de diferenciação e valor acrescentado. São elementos essenciais que acreditamos poderem abrir espaço para um novo conceito de negócio sustentável, num compromisso firme com a sociedade, a História e o património.

O nosso modelo de negócio, baseado numa visão de longo prazo, valoriza o património português, estimulando a criatividade e a excelência com que o apresentamos ao público. Para garantir a adequada valorização dos produtos portugueses históricos com os quais trabalha, o grupo aposta numa forte proximidade ao consumidor final através dos setores do turismo e do lazer, contando com 40 espaços em Portugal, através de doze marcas insígnia: Museu Nacional do Pão, Museu da Cerveja, Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, Quinta da Lagoa, Silva & Feijóo, Casa Pereira da Conceição, Confeitaria Peixinho, Comur (na qual se inserem as submarcas O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa e Fábrica das Enguias), Hästens Sleep Spa – CBR Boutique Hotel, A Brasileira do Chiado, Mensagem de Lisboa, Joalharia do Carmo e Figurado de Barcelos – O Valor do Tempo.

Marcos históricos

  • 1996

    Início da recolha de espólio sobre o património do Pão Português, através da compra de documentos e objetos em antiquários, alfarrabistas, leilões e doações.
  • 2002

    Inauguração do Museu do Pão, em Seia, na Serra da Estrela, uma das maiores referências da museologia em Portugal e o maior complexo dedicado ao tema em todo o mundo, a 26 de setembro.
  • 2003

    Primeira operação de catering do Museu do Pão, na inauguração do Estádio da Luz, a 25 de outubro.
  • 2007

    A Silva & Feijóo na Rua dos Bacalhoeiros, Lisboa, uma mercearia especializada em produtos tradicionais portugueses fundada em 1919, junta-se ao Grupo O Valor do Tempo, a 12 de novembro.

  • 2012

    O Museu do Pão atinge o marco de um milhão de visitantes a 20 de março, antes de cumprir a primeira década de existência.

     

    Inauguração do Museu da Cerveja, no Terreiro do Paço, em Lisboa, a 10 de junho, um espaço de restauração que apresenta a história da cerveja num roteiro pelas mais de 100 cervejas artesanais portuguesas, com a maior área de esplanada do país.

  • 2014

    A Silva & Feijoo abre uma nova loja na Rua de S. Nicolau, Lisboa, a 4 de maio.

  • 2015

    Inauguração da Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, na Rua Augusta, em Lisboa, a 4 de maio.


    A Comur – Fábrica de conservas da Murtosa, inaugurada a 7 de novembro de 1942, junta-se ao Grupo O Valor do Tempo a 30 de setembro.

  • 2016

    Inauguração da Fábrica das Enguias, na Rua da Prata, a 15 de março.


    Inauguração da Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, junto à Torre dos Clérigos, no Porto, a 2 de abril.


    Inauguração d’O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa, no Rossio, em Lisboa, a 3 de novembro.

  • 2017

    A antiga Casa Oriental, no Porto, junta-se ao Grupo O Valor do Tempo, a 20 de janeiro, com o conceito Comur.


    Inauguração d’O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa, no aeroporto de Lisboa, a 27 de abril.


    Inauguração da Comur, na Rua da Prata, em Lisboa, a 18 de dezembro.

  • 2018

    Inauguração da primeira loja Comur, no Castelo de S. Jorge, Lisboa, a 19 de abril.

     

    A Confeitaria Peixinho, fundada em 1856, em Aveiro, junta-se ao Grupo O Valor do Tempo, a 22 de fevereiro, renovando o espaço para uma loja-boutique e mantendo a receita original dos Ovos Moles de Aveiro, reabrindo ao público a 8 de agosto.

     

    Inauguração da Comur em Faro a 7 de julho. Em Évora a 4 de agosto. Em Aveiro a 6 de outubro. Em Coimbra a 10 de agosto. Na Rua dos Bacalhoeiros, Lisboa a 15 de outubro. No LX Factory, Lisboa a 27 de novembro.

  • 2019

    A Casa Pereira da Conceição (fundada em 1933) na Rua Augusta, Lisboa, junta-se ao Grupo O Valor do Tempo, a 8 de janeiro, reabrindo ao público a 10 janeiro.

     

    Inauguração da Comur no aeroporto do Porto a 9 de fevereiro. No Chiado, Lisboa, a 26 de março. Em Ponta Delgada a 30 de março. Em Óbidos a 25 de abril. Segunda loja no Castelo de S. Jorge, Lisboa a 11 de maio. No Funchal a 8 de julho.

     

    Inauguração d’ O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa, nos Lóios, Porto, a 1 de março. Em Cascais a 26 de maio. Em Braga a 25 de agosto. Em Sintra a 23 de novembro.

     

    Inauguração da Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, no Castelo de S. Jorge, Lisboa a 11 de maio. Em Gaia a 23 de dezembro.

  • 2020

    A Brasileira do Chiado, inaugurada em 1905, um dos mais antigos e o mais icónico café de Lisboa, junta-se ao Grupo O Valor do Tempo a 2 de março.


    Inauguração da Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, no elevador de Santa Justa, no Chiado, Lisboa, a 13 de julho.


    A Quinta da Lagoa, em Nelas, com um rebanho de 700 ovelhas bordaleiras e produção própria de Queijo Serra da Estrela DOP, junta-se ao Grupo O Valor do Tempo a 16 de setembro.

  • 2021

    Lançamento do projeto de jornalismo digital «A Mensagem de Lisboa», com sede emocional n’A Brasileira do Chiado, a 22 de fevereiro.

     

    Inauguração da Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, em Cascais e Aveiro, a 5 de abril.

     

    Abertura do Hästens Sleep Spa – CBR Boutique Hotel, em Coimbra, a 25 de maio.

     

    A Joalharia do Carmo, fundada em 1924, em Lisboa, junta-se ao Grupo O Valor do Tempo a 1 de julho, reabrindo o espaço a 2 de agosto.

     

    Inauguração da Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, no Cais do Sodré, em Lisboa, a 31 de julho.

     

    Inauguração do Figurado de Barcelos – Grupo O Valor do Tempo, em Lisboa, a 19 de agosto.

     

    Inauguração da loja Queijadas Finas de Sintra – Eugénia de Jesus, em Lisboa, a 1 de outubro.

     

    Inauguração da Confeitaria Peixinho, no aeroporto de Lisboa, a 30 de outubro.